O BOLETIM: A REVISTA DA BRUXA
Ano 1 - Nº 02 -  Fevereiro 2001        Edita e Coordena: Isabel Aguirre
Índice dos BoletinsÍndice A REVISTA DA BRUXA


Desde 22.03.2001

Mundo

............................................................................

 O   B O L E T I M :   A   R E V I S T A    D A   B R U X A
    << A Primeira REVISTA da BruXa Moderna >>

                 http://revista.bruxa.com

............................................................................

Ano 1 - Nº 02 -  Fevereiro 2001        Edita e Coordena: Isabel Aguirre

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Este Boletim está sendo encaminhado para: 
(325) Membros do MundoImaginário, (+ 5000)Magazine Cá Estamos Nós 
(Portugal), Amigos do Caracol, Membros do MI-Sonhos Projetos (20),
BruXas de EUA (479), Templo da Deusa (564), Hécate (229),
Abrawicca (509), Entre Mundos (95), Fraternidade (105), 
Inscritos no Boletim: A REVISTA DA BRUXA (370). Total: 7.696
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Colaboradores deste número:
Aradia / Carlos Leite Ribeiro / Ishiar  / Guerrero - Nuvem que passa /
Isabel Aguirre / Georgiana Calimeris Heinzelmann /  Magus / 
Pedro Luís Roseto /  Shannon / Sheen.

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

      <<<<<<< VISITE >>>>>>>

MundoImaginario-RedesTV  -  " http://www.redestv.net "
Hospede seu domínio em MundoImaginario-RedesTV.

<<<<<<<  apenas 11,66 dólares mensais  >>>>>>>>
Suporte técnico em português ou espanhol, 24 hs/ 7 dias da semana.
Tramitamos GRATIS o seu domínio ".com, .net e .org".

Não perca tempo. O nome do seu negócio está em jogo. Todos os dias
milhares de domínios são registrados na internet. Isso significa que se
alguém registrar o nome da sua empresa, você terá muitos problemas para
reconquistá-lo.

Entre em contato: angel@mundoimaginario.com

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
...........................................................................

 Editorial:

Cada mês nosso Boletim: A REVISTA DA BRUXA
seleciona matérias e informações úteis sobre o mundo das
pessoas que sentem a magia fluir. Neste número falaremos 
de lendas, de mundos paralelos, de seres mágicos...
Inauguramos também um espaço mais: O Caldeirão da Nana.
Continuaremos falando de Tarot e de Instrumentos de BruX@s. 

Inscreva o seu correio aqui:  http://revista.bruxa.com/boletim_bruxa/ 
para receber gratis todo mês o seu Boletim: A REVISTA DA BRUXA.

Isabel Aguirre
--editora-chefe--

¸..· ´¨¨))  -:¦:-
         ¸.·´ .·´¨¨))
       ((¸¸.·´  ..·´   -:¦:- IsAbruXa
     -:¦:-    ((¸¸.·´*
 
 

............................................................................

S U M Á R I O :

............................................................................

A - Seção: Artigos 
............................................................................
 

1. Os Mundos Paralelos dos Seres Mágicos 
    por Isabel Aguirre (IsAbruXa)

2. Instrumentos de BruXas 
    ( O simbolismo das cores nas Velas )
    por Sheen 

3. O Senhor dos Anéis
    por Georgiana Calimeris Heinzelmann 
 

............................................................................

B - Seção: A Cozinha da BruXa
............................................................................
 

 1. Bruxaria e a Cozinha
    por JULIO CESAR GUERRERO 
    --Nuvem que passa--

 2. O Hidromel
     enviado por SHANNON  *Vera R.*

............................................................................

C - Seção: Mitos, Contos e Lendas
............................................................................
 

 1. Vila Velha - O Mistério da Taça de Pedra
      enviado por Pedro Luís Roseto

............................................................................

D - Seção: O Estudo do Tarot
............................................................................

 1.    O Mago - Arcano Maior (nº 1)
        por Sheen

............................................................................

E - Seção: Pedras/Rochas, Cristais e Amuletos Mágicos
............................................................................

 1. A energia das jóias
     por Aradia

............................................................................

F - Simbologia
............................................................................

 1. O Pentagrama
     enviado por Sheen.
Texto enviado para a Lista do MundoImaginario

Venha fazer parte da nossa Lista de Estudos:
http://groups.yahoo.com/group/mundoimaginario 
............................................................................

G - Plantas Mágicas
............................................................................

 1. A Canela
     por Ishiar.

............................................................................

H - O Caldeirão da Nana
      O LIVRO DAS SOMBRAS

............................................................................
 

 I - Os  Links do Fogo Mágico
............................................................................

 1. A Lenda: O Ano da Serpente 
      site indicado por Magus

 2. O Ano da Serpente para os 12 Signos 

............................................................................

J - Entrevistas de Carlos Leite Ribeiro
     Entrevistada: Márcia Frazão
 
 

||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Permitimos a reprodução dos textos abaixo,
citando o AUTOR, as FONTES e URLs para uso sem fins lucrativos.
Qualquer outro uso, consulte com:
Isabel Aguirre -  is@bruxa.com
 

||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
 

 Conheça os Cursos do MI - Fairy Wicca
http://www.fairywicca.com

 ***Novo
      Curso SERES MÁGICOS [Módulo FADAS]
      com Isabel Aguirre

                     Um curso para aprender a visualizar
                     Seres e Mundos paralelos ao nosso.

                     Novo Grupo: Julho/2001
                     Inscrições ABERTAS.
 

 Mais informação: http://www.fairywicca.com/seres_magicos.htm
                         http://www.fairywicca.com/cursos.html
 

 <<<<<<<<<<<<<<<<<INÍCIO>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
                  BOLETIM: A REVISTA DA BRUXA
............................................................................

 A - Seção:  Artigos
............................................................................
 

 1. Os Mundos Paralelos dos Seres Mágicos 
    por Isabel Aguirre < is@bruxa.com >
 

Sempre imaginei a realidade como formas. E que sem as formas um objeto ou "algo" não poderia existir. Até certo ponto, sabemos que nossos sentidos não podem detectar certas vibrações ou comprimentos de ondas, embora muitos sensitivos percebam outros mundos e vislubrem seres completamente diferentes de nós.

Nossa forma de pensamento que gera formas imateriais no telão da mente, 
desprende energia e traça diretrizes de futuro, presente e passado. 
Nesse eixo viajamos alimentando nosso "eu" e também outros seres que vivem em mundos paralelos, onde nossa mente e pensamento tocam vez por outra.

As formas dependem de umas dimensões, as quais não tem porque ser um sistema de referência absoluto, na verdade são mais bem arbitrárias. 
As formas são uma descomposição simplificada da realidade ao projetá-la 
sobre três ou quatro dimensões (ou mesmo sobre qualquer outra propriedade que desejamos).  Se os eixos das coordenadas que descrevem a nossa forma de imaginar a realidade, tivessem a forma de espiral ao invés 
de lineal, não diríamos que um retângulo tem uma forma simples...

Os objetos ou seres existem independente da observação. Ao tentar estudar um objeto, nos separamos dele e o modificamos com nossa observação. Deixamos de estudar o objeto original para estudar outro objeto modificado por nós, por nossa ótica de observador. Nossas mentes são um detalhe mais dentro do infinito fractal da natureza. " Se adotamos a perspectiva de tentar ver a realidade como se nossas mentes e consciências fossem parte inerente dela, sem tentar separar-nos da realidade que estudamos, nos daríamos conta de que com a desaparição do problema de sujeito-objeto, também desaparece a questão de se as formas são realmente inerentes às coisas."
J.Pellegrino.

Os seres vivos tem a sua forma determinada pelo seu genoma que aparecem como respostas à harmonia geral de toda natureza. Cada ser vivo adota uma determinada forma em razão a seu papel particular dentro do ecosistema. As cores que possuem, os sons, odores que emitem... tudo está em concordância com esta função; mesmo os objetos artificiais criados pelo homem, possuem essa relação de harmonia.

Todas as coisas são percebidas com formas tridimensionais. Mesmo as 
imagens virtuais são captadas como sendo tridimensionais também, mesmo que saibamos que elas são ilusórias. A imagem que captamos em nosso cérebro, não é a forma real do objeto. Só conseguimos captar até formas tridimensionais, mas quando se trata de outros planos, nosso cérebro interpreta como magnitudes e são incluídas na espacialidade como conceitos. É dessa forma que interpretamos a matéria, o tempo, a luz, o som, o movimento, o magnetismo, os odores etc...

Nosso cérebro interpreta as formas como magnitudes das dimensões superiores, dando um valor espacial que em si mesmo essa forma não tem, e como consequência, afeta o objeto/ser observado.

É bem possível que em outros planos a forma tal e como nós aconcebemos, não exista.  E seres que habitam outros planos, careçam de formas como nós imaginamos.  É por esse motivo que muitos videntes ao não saber descrever a forma que vêem, a interpretam segundo o nosso modo de pensar e ao visualizar uma FADA, por exemplo, a vejam como um protótipo humano diminuto, produto de sua fantasía e jeito de interpretar o plano que tenta aceder.

Poderíamos até pensar que fora da extensão de nossa consciência, os corpos e objetos não possuem forma alguma. Se a forma existe, existe 
independentemente da observação do observador, e a partir de um certo nível dimensional, passa a ser interpretada pelo observador, contendo propriedades e características do mesmo.  Acabamos por criar ou recriar formas e seres na imaginação, adentrando assim novos planos, novos mundos paralelos que pouco a pouco vamos descobrindo. 
 

Isabel Aguirre 

++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................

 A - Seção: Artigos
............................................................................

  2. Instrumentos de BruXas ( Velas )
      por Sheen < sheen@fairywicca.com >
 

O simbolismo das cores nas velas:
 

Velas

Preta:  protecção, divinação
Cinza ou Prata: Magia da Lua, vela da Deusa Mãe
Branca: pureza, paz, devoção à Deusa Mãe,
seres do ar: sílfos, gênios do ar, meigas dos ventos.
Marron: vela da Terra, paz em casa, energia animal, 
seres da terra: gnomos, duendes, seres das florestas.
Lilás: energia psíquica, divinação, chamamento dos Antigos
Azul: vela da Água, protecção no reino astral, paz, calma, 
seres das águas: ondinas, sereias, ninfas das águas.
Verde: vela da Terra, energia do dinheiro, agricultura, saúde, tempo
Amarela: vela do Ar, invocação da sua musa, criatividade, magia do sol
Laranja: saúde, prosperidade, sorte em entrevistas de emprego, oportunidade, ganho material
Vermelha:  vela do Fogo, amor, paixão, afecção (não é uma cor para usar superficialmente),
seres do fogo: salamandras, gênios do fogo, duendes vermelhos.
Rosa: amizade e harmonia, amor não romântico, proximidade com outra pessoa 

++++++++++++++++++++++++++++++++

............................................................................

 A - Seção:  Artigos 
............................................................................

 3. O Senhor dos Anéis
    por Georgiana Calimeris Heinzelmann 
 

----- Original Message ----- 
From: Nana 
To: Isabel Aguirre 
Sent: Wednesday, February 14, 2001 4:09 AM
Subject: Nova matéria
 

Bom, segue abaixo a nova matéria para o Boletim. 
Esta missão foi complicada, mas, foi cumprida!!! 
Vc me deu um desafio e eu o aceitei... e aí está o resultado. 
Espero q goste.

Abraços,
Calimeris
 

.................................. 
O Senhor dos Anéis
.................................. 

"Verso dos Anéis
Três Anéis para os Reis-Elfos sob este céu, 
Sete para os Senhores-Anões em seus rochosos corredores,
Nove para Homens Mortais, fadados ao eterno sono,
Um para o Senhor do Escuro em seu escuro trono.
Na Terra de Mordor onde as Sombras se deitam.
Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los,
Um Anel para a todos trazer e na escuridão aprisioná-los.
Na Terra de Mordor onde as sombras se Deitam."

O livro o Senhor do Anéis, escrito por John Ronald Reuel Tolkien 
(conhecido por J. R. R. Tolkien) é uma trilogia (A sociedade dos Anéis, 
As duas Torres e O Retorno do Rei) que conta a história de um jovem 
hobbit que ganha de seu primo um anel mágico. Mais tarde, 
Frodo Baggins descobre que este anel foi criado para Sauron, um ser 
maligno e vil que tinha a intenção de escravizar os povos da Terra Média. 
O anel serviria para dominar e acabar com a liberdade dos povos. 
Entretanto, Frodo está disposto a aniquilar o anel de Sauron e segue para 
destruí-lo, mas, Frodo deve tomar cuidado porque o anel o domina e 
começa a corrompê-lo para o mal.
A genialidade do Senhor dos Anéis está em sua criatividade e no resgate 
das lendas sobre elfos, gnomos, fadas e magia. Na história, Frodo é 
ajudado por um mago conhecido por Gandalf e os povos vivem 
pacificamente entre si. A história da Terra Média é uma história complexa 
e cheia de emoções e aventuras.
Já se tentou provar que o livro seria uma alegoria sobre a Segunda Guerra 
Mundial, mas, nada se conseguiu até os dias de hoje. Também houve 
quem analisasse a obra de Tolkien sob um ponto de vista católico dizendo 
que a história seria uma analogia à história do Cristianismo e nada 
foi comprovado.
O que interessa na obra de Tolkien é que o autor foi capaz de recriar e 
trazer à tona mitos que haviam deixado de existir. A maestria do livro está 
em levar os leitores a lugares mágicos e a acreditar em magia como se 
fosse transportado para o mundo das fadas. No livro, o leitor se identifica 
com as personagens e encontra grande sabedoria em suas histórias e em 
seus mundos e sistemas. 
O livro traz um profundo conhecimento espiritual para quem estuda e quer 
conhecer o que há além do mundo considerado "real".
A história mágica de Tolkien permitiu a criação do primeiro jogo de 
Roller Playing Game do mundo, que, por sua vez, foi a grande inspiração 
para o desenho animado A Caverna do Dragão. Tolkien também escreveu 
outros livros além de O Senhor dos Anéis como O Silmarillion que conta a 
história da criação da Terra Média (e que, creio eu, tem muito de 
nossa própria história espiritual).

++++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................

 B - Seção: A Cozinha da BruXa
............................................................................

 1. Bruxaria e a Cozinha

----- Original Message ----- 
From: JULIO CESAR GUERRERO 
Sent: Tuesday, February 06, 2001 12:45 PM
Subject: ARtigo para A REvista da BruXa

...................................
Bruxaria e a Cozinha
...................................
 

Não é novidade relacionar a bruxaria com a cozinha.
A Márcia Frazão fez isso com maestria em seus trabalhos.
Quero  neste artigo falar um pouco sobre o Caldeirão.
A bruxaria tem várias vertentes, creio que seria bom começar 
definindo bruxaria.

Bruxaria é uma forma de se relacionar com  o mundo, uma forma de 
estar no mundo que não foi deturpada pela civilização imperialista e 
mercantilista que se desenvolveu dominando e destruindo 
progressivamente os povos naturais e suas culturas.

Na bruxaria estamos em harmonia com a vida, com a Terra enquanto 
ser vivo e temos aguda noção das energias que nos circundam.

Consciência ecológica, feminismo, abordagem holística da realidade 
podem parecer termos novos para algumas pessoas , mas são posturas 
mais que naturais para quem trilha os caminhos da Bruxaria.

Algumas pessoas se ressentem do termo "bruxo(a)" mas eu aprecio 
usá-lo em honra daquelas mulheres e homens que morreram sob 
tortura e na fogueira , vítimas dos grupos que desejavam manter o 
mundo na ignorância, que desejavam destruir os elos com o passado 
real da humanidade para impor essa falsa história que hoje estudamos, 
baseada em guerras e na vida de pessoas que fingem inventar o 
que já existia.

Na Bruxaria aprendemos a lidar com as energias que nos circundam e 
aprendemos a agir ativamente em relação a vida.

Podemos dizer que todo ser humano tem duas opçòes frente 
a realidade : Viver a história ou sofrer a história.

Nós , da bruxaria, vivemos ativamente a história.
REconhecemos nosso papel frente a realidade e nos relacionamos com 
o mundo  de forma harmônica e dinâmica.

Lidamos com a realidade em sua essência  energética.

Estas energias são duas principais categorias.
Temos as energias telúricas, isto é, as energias geradas pela Terra, 
as energias da Natureza e temos as energias que nos chegam do cosmos, 
como as energias planetárias, hoje estudadas pela astrologia.

O grande segredo da Bruxaria consiste em saber como sentir e lidar com 
estas energias, usando-as para atingir nossos objetivos.

A cozinha é essecialmente um lugar mágico.
Certa vez, conversando com uma das pessoas que estudei neste campo 
mágico , ela me fez uma colocação muito real.
Disse que nos dias de hoje, a vontade humana estava estropiada.
O ser humano perdeu o poder da palavra e da vontade e vivia dizendo 
coisas que nunca realizava e a maior parte das coisas que uma pessoa se 
propõe de manhã já esqueceu a tarde.
Mas a cozinha, continuava sendo um dos poucos lugares, em que uma 
pessoa entra se propondo a realizar alguma coisa e realmente realiza. 

Na cozinha temos um verdadeiro laboratório de alquímia.
Durante o preparo de uma refeição temos uma verdadeira operação 
mágica ocorrendo e não é a toa que os instrumentos "bruxescos" que 
sobreviveram a perseguição sistematizada que os cultos pagãos sofreram 
estão o caldeirão, a colher de pau e o pilão.

Na cozinha temos o fogo e o fogo é um elemento mágico dos mais fortes.
O fogo tem importância tremenda para nós, podemos nos esquecer disso, 
como vivemos numa civilização superficial que no auge do consumismo 
deixa de dar o real valor para certos elementos fundamentais.

Morei em várias fases da minha vida e aprendizado em lugares onde o fogo 
não era tão fácil, tanto em tribos indígenas como na roça.

Aí, o rito de acordar cedo e acender o fogão de lenha ganha outro sentido, 
inclusive no inverno, onde a água quente da casa depende da serpentina que passa pelo fogão de lenha e o próprio calor vem dali.
 

O Caldeirão é um dos símbolos mais fortes da Bruxaria.
O útero da Mãe, da Deusa. Nele é gerado o alimento, nele preparamos nossas poçòes e encantamentos.

O caldeirão é o lugar onde podemos juntar os ingredientes e então transmutá-los em algo diferente, no resultado que almejamos.

Toda pessoa que se dedica de fato a bruxaria precisa ter um caldeirão, 
não importa o tamanho, mas quando usamos instrumentais para manipular as energias que vamos usar em nossos feitiços o caldeirão surge 
como elemento dos mais importantes.

O caldeirão é o útero da Deusa, o elemento feminino em nosso altar, da mesma forma que a colher de pau é o falo do Deus, o elemento masculino em nosso altar.

Aqui notamos a realidade complementar da Bruxaria e a importância dos dois elementos, feminino e masculino, pois como diz uma bruxa que admiro:  "não se mexe um caldeirão com outro caldeirão, mas sim com a colher de pau" .

No ramo de bruxaria que trabalho nós ligamos o poder feminino a TErra e o 
poder Masculino ao Sol, embora ( como o TAoismo demonstra)  na Terra 
temos também o poder masculino e no Sol temos também o poder feminino.

Assim , o Caldeirão é a própria força da Terra e a colher de Pau é similar em poder a chamada "varinha mágica" de certas tradições, é o veículo ativo do poder solar que se une ao poder telúrico para gerar a vida.

Deixar uma vela acesa dentro do caldeirão é acionar o poder da Deusa Dragão, a que traz em seu útero o fogo da Vida, a chama da existência.

O caldeirão deve ser consagrado a Deusa e a colher de pau ao Chifrudo.

Quando trabalhamos mágicamente com o Caldeirão e a colher de pau estamos nos unindo energeticamente a gerações incontáveis de bruxas no nosso passado que discretamente realizavam suas magias sem despertar muita atenção, pois suas vidas dependiam disso.

Assim, o caldeirão tem importância fundamental para quem lida com a 
bruxaria, como instrumento de trabalho com as energias que manipulamos.
 

                 Nuvem que passa

............................................................................
 

 2. O Hidromel
    enviado por SHANNON  *Vera R.*

............................................................................

 ----- Original Message -----
From: "Shannon" 

...........................
  2. HIDROMEL
...........................

http://www.persocom.com.br/api-df/geomel.html

( Irmão Adam Kehrle OSB- Abadia de Buckfast - Inglaterra - 
em Ma Méthode d'Apiculture)

O Hidromel é a bebida alcoólica mais antiga do mundo. Heródoto e 
Aristóteles nos relatam diversos feitos dos deuses e semi-deuses do Olimpo, e era o hidromel o precioso néctar dos deuses que estava sempre presente às libações dos nubentes em lua-de-mel; pois era considerado 
como afrodisíaco. 
É muito importante de se utilizar  água doce para sua fabricção,  água da chuva, ou eventualmente  água fervida. A  água de poço ou  água de torneira (água canalizada), mesmo se ela é doce, não convém , devido às substâncias estranhas que ela contém. E, sob hipótese alguma utilize água clorada, javelizada ou tratada com flúor. 
Use somente mel de boa qualidade, não enfumaçado, não fermentado, mel dos opérculos é excelente. 
É muito importante se utilizar leveduras apropriadas para o hidromel, 
pois algumas morrem quando o hidromel atinge 4 graus percentuais de alcool, então é uma cerveja que se poderá fabricar com esta levedura; um bom hidromel com mais de 12 graus percentuais de álcool pode ser obtido com leveduras de vinho; se não encontrá-las no comércio local, pode ser obtida a partir de uvas, as mais maduras possíveis, no limiar do apodrecimento, não podres !!! 
e que não foram lavadas ou esterilizadas ou tratadas com algum produto 
fito-sanitário, na impossibilidade de se obter uvas pode ser usado 
abacaxís nas mesmas condições de amadurecimento, o fermento estará na casca. Atenção, aquele pozinho branco na casca das uvas é frutose e não é para ser retirado a título de higienização. Eu tenho utilizado o fermento 
biológico ( não use o químico ex Pó Royal) Fleishmann ou o importado 
da Austrália Maury. Se for utilizado em demasia dará um gosto de cerveja 
no hidromel. 

Existem fermentos puros vendidos em pequenos frascos e devem ser 
multiplicados, antes de serem usados, com todas as precauções anti 
contaminação, não tocar com as mãos, o rôlha do frasco já com o 
saca-rôlhas espetado deve ser cuidadosamente passada na chama do gás 
para esterilizar qualquer fermento estranho que possa estar pousado nas 
proximidades.E com o cuidado devido, colocar aqueles poucos mililitros em um "pioneiro" ou seja o seu mosto pioneiro que fará fermentar a mistura de 
água e mel no recipiente maior. Não aqueça o fermento somente 
ligeiramente a rôlha e o gargalo do frasco. O fermento tem que estar vivo 
para sob temperatura de 18 a 24 graus fermentar o mosto. 
Os melhores resultados são obtidos com cultura pura de fermentos de uva. 
Sempre use o fermento natural Saccharemicys Cerevisae e de preferência 
do tipo Elipsoideus que consegue sobreviver, resiste à sufocação até mesmo em alguns casos 15 % de ácool, e é muito mais econômico 
( em relação ao teor de acúcar da mistura, água e mel, 
consegue com 17 a 18 g de acúcar dar um grau alcoólico!!! 

O mosto deve ser fervido durante 2 minutos apenas, e a espuma retirada com escumadeira ou colher de pau. Esterilize com água fervente ou mesmo com o próprio mosto fervente o barril de madeira ou a bombona 
( se for de plástico,use alcool). Use uma vávula de fermentação para vedar o mosto em fermentação, nas primeiras horas e durante mais ou menos 3 dias, é violenta. Se não tiver válvula de fermentação no comércio local, use um tubo de borracha, ou destas mangueirinhas de plástico transparente que se utiliza nos filtros de água ozonizada , acopaldas em uma rolha furada, e passando sua extremidade ( da mangueira é claro) em um copo ou vasilha maior que isto com água, para borbulhar todo o CO2 que for produzido na fermentação sem o risco de contaminar a mistura com fermentos estranhos que poderiam atacar o hidromel transformando-o facilmente em vinagre. 

Eu uso a tal rolha , de borracha, já perfurada no centro, com mangueirinha de pouco mais de 1m de extensão, mas com óleo mineral neutro, sem qualquer cheiro, na extremidade do tubo, como um sifão de óleo mineral, pois este não evapora como água, e não fica rançoso se utilizar azeite de oliva ou óleo de soja etc. 
Esta mangueirinha com óleo na ponta é fixada com fita tipo "durex" ou fita 
crepe no garrafão de 20 litros destes de plástico usados para água mineral. 
Tudo deve permanecer no escuro, se não for possível, faça uma saia preta 
para o garrafão. É claro que não pode ser aquecido ao sol. Pois acima de 
36 graus os fermentos começam a morrer ou ficar em letargia, o mesmo 
acontece abaixo de 10 graus Centígrados. 
Evite adicionar produtos químicos ao mosto,adicione ácido tartárico puro na 
proporção de 25 gramas por hectolitro da mistura para facilitar à ação dos 
fermentos. Mas se estiver usando mel de opérculos quase nada mais 
é necessário. Ou seja ,os opérculos "sujos" de mel ( melados) tem todas as substâncias para alimentar devidamente os fermentos. 
A proporção de mel a ser usado no mosto depende da quantidade de graus 
alcoólicos que se quer atingir quando o hidromel estiver pronto, 
o peso específico de 1114 não deve ser ultrapassado, pois do contrário o 
excesso de açúcar na mistura além de impedir a atuação do fermento 
devidamente, dará um hidromel xaroposo e desagradável ao paladar. 
Use um densímetro, sempre medindo com a temperatura de 20º centígrados, pois do contrário duas coisas podem acontecer, a medida ter um erro em função da temperatura ou estourar o densímetro em função da alta temperatura ou choque térmico , se o densímetro não for de vidro pirex. 
(já quebrei alguns). Você pode comprar um densímetro, quebra-galho, 
numa casa de baterias de carro. ë claro que você vai usar um virgem, 
um que nunca foi usado para testar o ácido de baterias de automóveis. 
O problema com estes densímetros de baterias de automóveis é que 
geralmente não marcam muito além do 1100 e você deve estimar com o 
"olhometro" as marcas de 1114 etc... Se você for inventivo, pode fazer o 
seu próprio densímetro, os ingredientes passam a ser então : chumbo para 
caça dos mais fininhos poucas gramas, cera colorida, se for de abelhas ponha um pouco de colorau (urucum) ou corante de anilina, um tubo de vidro, daqueles de laboratório, que possam moldar à chama do bico de gás, para solda, fazendo a calibragem em água destilda a 20º centígrados e depois em álcool absoluto também a 20ºonde pode se obter o 1000 para água e 794 para o álcool. Use sua criatividade para se obter o 1114 etc...Fiz um de plástico, que hoje funciona muito bem, o pior da história foi escrever na tirinha de papel os números com uma caligrafia !!! no final 
escrevi Made in Chechenia !!! hehehe...

A fermentação estará completa mais ou menos 3 meses após quando o 
líquido fica límpido com deposição de todo o material que estavaem 
suspensão. Já pode ser decantado e sifonado para outro garafão ou 
barril (esterilizado) ainda irá fermentar lentamente, se for engarrafado 
deverá ser consumido logo, caso contrário poderá estourar as garrafas. 
Se quizer fazer champanha está na hora, de engarrafar com um pouco 
de hidromel ( meio a meio é melhor) mais novo ainda,garrafas próprias,
fortes, rolhas próprias para campanha e arame de ferro nas garrafas.
Cuidado elas podem explodir mesmo !! Risco de ficar cego !! é melhor 
so fazer champanha quando for doutor no assunto. 
Com um mosto com o peso especifico entre 1090 g/l a 1114 g/litro 
obtém-se bons hidroméis com teor alcoólico entre 10 a 15º 
O hidromel velho, que reposou longos anos em barris de carvalho 
são melhores que qualquer vinho francês ou italiano , mas um hidromel 
novo de 3 meses apenas é uma bebida nem sempre melhor que um 
vinho da mesma idade. Ou seja hidromel "old" é 
incomparavelmente melhor que vinho "old" . 
Um kg de mel para 5 litros d'água é muito pouco e dará um hidromel 
que não se conservará por muito tempo, o máximo é 2,5 kg de mel 
para 5 litros d'água espumante peso específico 1058 ou 1,25 kg por 
5 litros d'água, seco não espumante 1,5 kg , demi-sec 1,75 a 2,5 kg 
de mel por 5 litros d'água. 
....................
Bibliografia:
....................

Ma Méthode d'Apiculture- Adam Kehrle (Brother Adam)- 
Le Courrier du Livre - Paris 1980
Beekeeping at Buckfast Abbey - Brother Adam- Northern Bee Books
 - Mytholmyryd- Hebden Bridge - West Yorkshire - England 1987
Hydromels et dérivés - André Regard -Imprimerie Arlys - 1991
La Conduite du Rucheur - Edouard Bertand - Le Chalet, Nyón - 1894
Cours Complet d'Apiculture - Georges de Layens et Gaston Bonnier - 
Éditions Belin - Paris -1987 Cartilha do Apicultor Brasileiro - 
D. Amaro van Emelen OSB - Chácaras e Quintaes - São Paulo - 1934.

Tabelas Auxiliares
Para barril de 100 litros de capacidade: 
Espaço vasio a deixar 1 litro 
Água 74 litros 
Mel 25 litros ou 37 kg 
Ácido Tartárico 25 gramas (opcional a seu máximo critério) 
Pioneiro de fermento 5 litros (deve ter sido ativado 3 a 7 dias atrás) 
 
 

Para se mensurar o teor alcoólico do hidromel pode se usar o densímetro, 
pois um alcoometro só se presta para mistura de álcool e água. Ou seja 
somente para vinhos ou hidroméis completamente secos, onde todo o ácucar fora consumido pelos fermentos. No caso do hidromel, doce ou demi-sec, que é o mais comum de se obter, faça a medição do pesoespecífico do mosto inicial( antes de iniciar a fermentação) e depois quando terminar a fermentação, a diferença de peso específico se multiplicada por 1,25 % dará o álcool por volume do hidromel. Ex.: peso específico inicial 1,114 (26,06 % de açúcar e zero % de álcool) 
peso específico final 1,053 ( 13,04 % de açúcar e x % de ácool) 
diferença = 0,061 teor alcoólico = 125 x 0,061 = 7,63 % de álcool. 
Este hidromel seria muito doce e de baixo teor alcoólico. 

Neste caso o hidromel não está pronto, deve-se esperar mais algum 
tempo para que os fermentos possam "comer" mais o açúcar e 
transform-a-lo em álcool. 
Assim, se o peso específico da mistura em fermentação baixar para 
1,008 ;a diferença entre o inicial e o final seria então 0,106 ; que 
multiplicado por 125 ;acusaria um excelente hidromel com um teor 
alcoólico de 13,25 % e com um nível de acúcar que poderia 
classificar o hidromel como meio-seco. 
Na verdade, se uma outra mistura inicial tivesse peso específico de 
1,090 ( de ante-mão espera-se um hidromel seco) e se a 
fermentação conseguir chegar a 1,008 ter-se-ia um hidromel 
de 125 X 0,082= 10,25º 
E se este fermento conseguir ir mais além e "devorar" todo açucar 
restante ;talvez até baixar o peso específico para 0,975 ( mais leve que 
a água; sinal de muito álcool ) daria um teor alcoólico de 
125 X 0,115 = 14,37º ou seja , um hidromel seco e forte. 
Em média o teor alcoólico do hidromel chega a 12º semelhante aos 
vinhos de uva, afinal de contas os fermentos são os mesmos, 
saccharomyces cerevisae elipsoideus. 

++++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................

 C - Seção: Mitos, Contos e Lendas

............................................................................

 1.  Vila Velha - O Mistério da Taça de Pedra
      enviado por Pedro Luís Roseto

............................................................................. 
A formação de Vila Velha Itacueretaba, antigo nome do que conhecemos 
hoje por Vila Velha, significa aproximadamente "A cidade extinta de pedra". 
Localizada a margem direita do rio Tibagi (o rio do pouso) na vasta e 
ondulada ibeteba (planície) que Saint Hilarie, maravilhado, disse ser o 
paraíso do Brasil.

Este recanto tinha sido escolhido pelos primitivos habitantes para ser 
Abaretama (terra dos homens), onde esconderiam o Itainhareru, o precioso 
tesouro. Tendo a proteção de Tupã, era cuidadosamente vigiado por uma 
legião de Apiabas (varões), que eram escolhidos entre os homens de todas 
as tribos, treinados para desempenhar a honrosa missão.

Os Apiabas tinham todas as regalias e distinções e desfrutavam de uma vida régia. Era-lhes, porém, vedado o contato com as mulheres, mesmo que fossem de suas próprias tribos. A tradição dizia que as mulheres, estando de posse do segredo do Abaretama, o revelariam aos quatro ventos e, chegada a notícia aos ouvidos do inimigo de seu povo, estes tomariam o tesouro para si. Por justiça, Tupã, o onipotente, deixaria de resguardar o seu povo e lançaria sobre eles as maiores desgraças se o tesouro fosse perdido.

Os Apiabas eram fortes, altivos e bravos; o seu único trabalho consistia em 
realizar jardins na terra daquelas planícies. Tupã não permitia que, naquele 
recanto sagrado, houvesse o pecado.

Numa certa época, Dhui ( em nossa língua corresponde a Luís) fora escolhido para chefe supremo dos bravos guerreiros. Como todos os outros, tinha sido preparado, desde a mais tenra infância, para essa sagrada missão. Dhui, entretanto, não desejava seguir aquele destino, celibatário. Seu sangue achava-se perturbado pelo feminil fascínio (era um chunharapixara - mulherengo).

As tribos rivais ao terem conhecimento da notícia, de pronto resolveram 
aproveitar-se da situação e escolheram entre uma de suas donzelas a que 
deveria ir tentar o jovem guerreiro e tomar-lhe o coração para arrebatar-lhe o 
segredo. A escolhida foi Aracê Poranga (Aurora Bonita). Não lhe foi difícil 
conseguir a atenção do ardoroso Dhui e, pouco a pouco, ia entrelaçando-se a sua habilidosa teia, de tal modo que ele ficou completamente apaixonado e subjugado a seus pés.

Ela já havia entrado no Abaretama com o consentimento de Dhui, que não teve como resistir-lhe ao desejo. Mas Aracê era mulher e Dhui homem. Traiu seus parentes em nome do amor, como ele traiu a sua missão em nome dela. Numa tarde primaveril, quando os Ipês (árvores de casca) já florescidos deixavam cair suas flores douradas numa chuva de ouro, Aracê veio ao encontro de Dhui trazendo uma taça de Uirucuri, o licor dos butiás, para embebedá-lo; mas o amor já dominava sua razão e ela também tomou o licor e ficaram quedados a sombra do Ipê; langüidamente entrelaçados.

Tupã vingou-se desencadeando um terremoto que abalou toda a planície. 
A fúria divina convulsionou-se dentro do solo e a região foi destruída, trazendo morte e dor. A Abaretama completamente destruída tornou-se pedra, o tesouro aurífero fundiu-se e liquidificou-se, e os dois amantes castigados ficaram um ao lado do outro petrificados. Ao seu lado ficou a causa de sua desgraça, a taça de pedra ...

E, quando ali se passa ainda se pode ouvir o vento repetindo a última frase 
de Aracê: Xê pocê ô quê ( dormirei contigo). E assim Abaretama tornou-se 
Itacueretaba.

A terra se fendeu: são as grutas que encontramos próximas a Vila Velha e o tesouro fundido é aquela lagoa que chamamos de Lagoa Dourada, a qual quando o sol lhe bate em cheio, ainda reflete o brilho aurífero.
Dhui e Aracê, equivalente indígena de Adão e Eva, estão ainda hoje lado a lado circundados de Ipês descendentes daqueles que assistiram a morte dos dois. E os sobreviventes daquele povo partiram para outras terras onde a maldição de Tupã não os alcançasse. Fundaram outro império, nessas terras imensas da América do Sul.

Escritos adaptados do Folder (folheto com dobraduras) 
do Parque de Vila Velha - PR

++++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................
 

 D - Seção: O Estudo do Tarot

............................................................................

 1.    O Mago - Arcano Maior (nº 1)
        por Sheen

O Louco: 
(arcano 1)

É o arcano que transforma os elementos.

Cor: Amarelo
Planeta: Mercúrio
Caminho na Cabalah: Binah / Kether
Chacra: Frontal / Plexo Solar
Físico: Estômago, cordas vocais
Palavra Mágica: Vontade
 

++++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................

E - Seção: Pedras/Rochas, Cristais e Amuletos Mágicos

 ...........................................................................

1.  A energia das jóias
     por Aradia

----- Original Message ----- 
From: Aradia 
Sent: Sunday, January 07, 2001 5:50 PM
Subject: Jóias
 

Saudações...
As jóias são importantes para uso ritual, 
mas devemos ter certos cuidados ao usá-las...

.........................................
A energia das jóias
.........................................
 

É comum, numa família, que pais e avós deixem aos seus filhos e netos, 
jóias que lhe pertenceram.  Não há nada de mal nisso, mas devemos estar 
atentos para o fato de que esses objetos estão impregnados pela energia e
freqüência vibratória de seu antigo proprietário. O potencial dessa energia 
aumenta mais ainda, se houver cristais ou outro tipo de pedra (gema) envolvidos.

Devemos notar então, que certas qualidades, ou energias, que podem não ser muito saudáveis, estarão a partir do momento que a usamos interagindo com nosso campo energético. Portanto, é necessário limpar essas peças. 
Mesmo no caso de uma jóia nova, devemos ter consciência que ela foi feita por alguém, e depois disso manuseada por muitas outras pessoas, e em conseqüência disso, estará impregnada por energia e pensamentos muitas vezes nocivos.

Como fazer essa limpeza?

Por se tratar de uma jóia, não devemos usar sal grosso e nem mesmo, o refinado, pois pode danificar a peça (ouro e prata) ou a gema.
Primeiro mergulhe a peça numa solução de água com álcool na proporção de três colheres de chá de álcool para 1 copo d'água ( que deve ser mineral ou destilada), deixe a peça mergulhada nessa solução, por pelo menos 10 minutos. Lave a jóia em água corrente, e depois passe-a sobre a fumaça de um incenso de limpeza (olíbano, cânfora, benjoim,etc). Visualize então a jóia envolvida por uma luz de tonalidade violeta, e mentalize que essa luz está transmutando qualquer energia nociva, ou que não seja própria do metal ou da pedra. Após, essa limpeza, a jóia estará purificada.

Aradia

++++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................

 F- Simbologia

............................................................................

 1. O Pentagrama
     enviado por Sheen
     retirado dos arquivos do MI
    (Textos enviados por Membros do MundoImaginario)
 
 

Este é o símbolo de toda criação mágica.

As suas origens estão perdidas no tempo. O pentagrama foi usado por muitos grupos de pessoas ao longo da História como símbolo de proteção e poder mágico. É conhecido como a estrela do microcosmo, ou do pequeno 
universo, a figura do homem que domina o espírito sobre a matéria, 
a inteligência sobre os instintos.

Na Europa Medieval era conhecido como "Pé de Druida" e como 
"Pé de Feiticeiro", em outras épocas ficou conhecido como "Cruz dos Goblins".

O Pentagrama representa o próprio corpo, os 4 membros e a cabeça. 
É a representação primordial dos 5 sentidos tanto interiores como exteriores. Além disso, representa os 5 estágios da vida do homem:

Nascimento: o início de tudo

Infância: momento onde o indivíduo cria suas próprias bases

Maturidade: fase da comunhão com as outras pessoas

Velhice: fase de reflexão, momento de maior sabedoria

Morte: tempo do término para um novo início

O Pentagrama é o símbolo da Bruxaria. Os Bruxos usam um Pentagrama 
para representar a sua fé e para se reconhecerem. O Pentagrama é tão 
importante para um Wiccan como uma cruz é importante para um cristão, 
ou como um Selo de Salomão é importante para um judeu.

O Pentagrama representa o homem dentro do círculo, o mais alto símbolo 
da comunhão total com os Deuses. É o mais alto símbolo da Arte, 
pois mostra o homem reverenciando a Deusa, já que é a estilização de uma estrela (homem) assentada no círculo da Lua Cheia (Deusa).

Cada uma das pontas possui um significado particular:
 

ESPÍRITO: representa a Deusa e o Deus, pois eles guiam a nossa vida e 
ajudam-nos na realização dos ritos e trabalhos mágicos. O Deus e a Deusa são detentores dos 4 elementos e estes elementos são as outras 4 pontas.

TERRA: representa as forças telúricas e os poderes dos elementais da terra, os Gnomos. É a ponta que simboliza os mistérios, o lado invisível da vida, a força da fertilização e do crescimento.

AR: representa as forças aéreas e os poderes dos Silfos. 
Corresponde à inteligência, ao poder do saber, à força da 
comunicação e da criatividade.

FOGO: representa a energia, a vontade e o poder das Salamandras. 
Corresponde às mudanças, às transformações. É a força da actividade e da agilidade.

ÁGUA: representa as forças aquáticas e os poderes das Ondinas. 
Está ligada às emoções, ao entardecer, ao inconsciente. 
Corresponde às forças da mobilidade e adaptabilidade.

O Bruxo que detém conhecimento sobre os elementos, usa o 
Pentagrama como símbolo de domínio e poder sobre os mesmos.

++++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................

 G - Plantas Mágicas
............................................................................

1. A Canela.
     por Ishiar - Denise C.
.........................................
-  A Canela  -
Cinnamomum zeylanicum Breyn. - Lauraceae

A canela é uma árvore originária do Ceilão, da Birmânia e da Índia e 
conhecida há mais de 2500 anos a.C. pelos chineses. Seu nome 
científico, "cinnamomum", é derivado da palavra indonésia "kayu manis", 
que significa "madeira doce". Depois, recebeu o nome hebreu 
"quinnamon", que evoluiu para o grego "kinnamon". Simbolicamente, a 
canela está ligada ao amor, sendo empregada muitas vezes como 
ingrediente para perfumes mágicos e poções para conseguir o retorno 
da pessoa amada. Os adeptos da aromaterapia dizem que ela é 
indicada para o sucesso nos negócios, atraindo sorte e determinação 
para a resolução de problemas. 

Sinônimos: caneleira, caneleira-de-ceilão e pau-canela. 

Outros Idiomas: cinnamomi (latim), cinnamon (inglês), canela (espanhol), 
cannelle (francês), cannella (italiano) e zimt (alemão). 

Descrição Botânica: A canela é uma planta de porte arbóreo, de ciclo 
perene e que atinge até 8 metros de altura. O tronco alcança cerca de 
35 centímetros de circunferência. As folhas são coriáceas, persistentes 
e de formato ovalado. As flores são de coloração amarela, numerosas 
e bem pequenas, agrupadas em inflorescências do tipo cacho. O fruto 
é do tipo baga, de formato oval e coloração roxo-escura.

Composição Química: acetato de eugenol, ácido cinâmico, açúcares, 
aldeído benzênico, aldeído cinâmico, aldeído cumínico, benzonato de 
benzil, cimeno, cineol, elegeno, eugenol, felandreno, furol, goma, linalol, 
metilacetona, mucilagem, oxalato de cálcio, pineno, resina, sacarose, 
tanino e vanilina.

Partes Usadas: óleo essencial e casca desidratada. 

Propriedades Medicinais: Adstringente, Afrodisíaca, Anti-séptica, 
Aperiente, Aromática, Carminativa, Digestiva, Estimulante, 
Hipertensora, Sedativa, Tônica e Vasodilatadora. 

Usos -----> culinária: 
para condimentar presunto e alguns tipos de carne, no preparo de doces, 
pães doces, arroz-doce, bolos, tortas de frutas, cremes para pastéis e 
panquecas doces, frutas condimentadas, compotas, pudins e bebidas 
quentes como o chocolate e o café.

Usos -----> beleza: 
inflamações do rosto, cabelos sem brilho; usada em pastas dentais e 
óleos bronzeadores.

Usos -----> saúde: 
gases abdominais, úlceras estomacais causadas por stress, 
hipertensão arterial, elevada taxa de triglicerídeos no sangue.

Contra-Indicações:  gestantes. 

Efeitos Colaterais:  irritações na pele.

++++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................

 H - O Caldeirão da Nana

............................................................................

----- Original Message ----- 
From: Nana 
To: Isabel Aguirre 
Sent: Friday, January 19, 2001 1:54 PM
Subject: Livro das Sombras
 

Isa,
segue abaixo o texto sobre o Livro das Sombras. 
Espero q esteja do agrado.

................................ 
Livro das Sombras
...............................

            O Livro das Sombras, para uma bruxa, é um instrumento de grande importância. Nele, o estudante de magia escreve seus feitiços, poções e 
rituais além de manter um diário constante de seus sentimentos. É preciso 
também anotar as luas e as emoções relacionadas, já que a lua tem uma 
grande influência na vida humana.
            Estas anotações servem para que, no futuro, os encantamentos 
possam ser utilizados novamente e o diário das emoções serve para uma 
profunda análise pessoal sobre si mesmo. Alguns livros das sombras 
contém uma capa preta com símbolos mágicos como o pentagrama ou 
triskelions e deve, bem como outros objetos mágicos, ser consagrado e 
dedicado à Deusa e ao Deus. O Livro das Sombras é um importante 
legado para quem pretende seguir seriamente a magia e suas leis.
            Acima de tudo, o Livro das Sombras fornece importantes pistas 
para o quebra-cabeças da auto-descoberta e do auto-conhecimento. 
A medida que o estudante de magia cresce (tanto pessoalmente como 
nos processos de magia), os escritos podem ajudar a compreender a 
evolução e os processos revolucionários que cada ser passa. 
Por exemplo, um astrólogo pode fazer um Livro das Sombras falando 
de como o dia se comporta de acordo com os planetas que transitam 
em sua vida, um tarólogo pode utilizar o significado das cartas de tarot 
para se situar durante cada dia. 
            Como nem todos os rituais são celebrados com frequência, 
eles são guardados no Livro das Sombras para serem utilizados em 
alguma situação específica. Mas, às vezes, os feitiços nunca são 
utilizados, constam no Livro para futuras referências para quem herdar 
o diário d@ brux@. Já é possível encontrar alguns livros das 
sombras publicados na internet para compartilhar feitiços e rituais. 
Algumas pessoas preferem o Livro das Sombras com capa preta com 
símbolos. Entretanto, cada um faz o seu Livro das Sombras como 
bem quiser, porque o que importa é o conteúdo pessoal 
que se encontra nele.

++++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................

 I - Os Links do Fogo Mágico

............................................................................

Sites legais enviados por Magus:

1.  www.templodadeusa.com.br
Tudo sobre Wicca. Site oficial dirigido por Márcia Bianchi.

2.  www.fadamorgana.com.br
Um site sobre Magia, Fadas, Numerologia, etc...

..............................................
1. A Lenda: O Ano da Serpente
  www.fadamorgana.com.br
..............................................
Diz a lenda que, há muito tempo, a serpente e a rã eram boas amigas.
Isso foi em um tempo em que a serpente tinha quatro patas e a rã, nenhuma. 
Ela rastejava sobre a barriga como hoje a serpente o faz.
Por causa de sua preguiça, a serpente deixava à rã a tarefa de colher os 
insetos que serviriam de alimento à serpente. Ao agir assim, a rã colaborava com os homens, livrando-os das pestes.
Assim, a rã ganhou a confiança de todos, ao contrário da serpente.
Irritada com isso, a serpente começou a morder os homens e os outros animais, maltratando e magoando muita gente.
Como era um dos animais escolhidos pelo Imperador de Jade para representar a Terra e seus seres, foi convocada para dar explicações. Recebeu a ordem de não mais fazer isso.
Mas, obstinada, ela continuou.
Seu castigo então foi perder as suas quatro patas para a rã.
Envergonhada pelo seu comportamento, dirigiu os seus esforços para ajudar as pessoas numa tentativa de obter novamente a confiança dos homens. 
Ajudou o seu parente, o dragão, a controlar as chuvas e doou o seu corpo para fazer medicamentos, depois de morrer.
Contudo, nem por isso, as serpentes deixaram de odiar as rãs, por terem perdido as suas patas.

 A Serpente é o animal do Zodíaco Chinês associado aos extremos.
Ela se descontrai, preguiçosa, podendo até parecer morta. Ou arma o seu 
bote fatal, do qual não há como escapar, com tremenda agilidade.
É intensa, passional em suas decisões, indo até o fim, sem deixar nenhuma tarefa por ser completada. Mas antes, avalia a situação e cada passo com frieza e precisão. E aí, ataca.
Sua contribuição é sempre decisiva e estimulante: ela faz diferença em uma equipe, mesmo que, á princípio, dê a impressão de ser traiçoeira em virtude de sua reserva e cautela.

O Ano da SERPENTE: 
O ano regido por esse animal é para ser vivido com cautela, atenção e 
muito cuidado. As oportunidades estarão surgindo, mas antes. É preciso avaliar com precisão os riscos implicados, fazer um bom planejamento e decidir o melhor caminho a tomar.
Uma vez que tenha optado o melhor caminho e o momento certo de entrar 
em ação, não haverá mais como voltar atrás.
Na seqüência dos animais, a Serpente vem depois do Dragão e, por isso, 
muitas vezes a violência e os desfechos trágicos são ainda as conseqüências das atitudes tomadas no ano anterior. O ano da Serpente nunca é pacífico.
Porém, a Serpente traz também a sabedoria de quem aprendeu com seus 
próprios erros e comportamento Assim, nesse ano, pise leve e vá com calma. 
Como se diz por aí, espere a hora certa e vá na boa.
Trata-se de um ano em que a fé e a auto-confiança estarão em alta e são 
instrumentos importantes na conquista dos objetivos. Essa convicção interior fará com que cada um de nós aja sem medo de ser feliz, para obter o seu pote de ouro ao final do arco-íris. Mas não é um ano para indecisos.
 

Para o romance, trata-se de um ano para paixões arrasadoras. Mas também para os escândalos. A sexualidade, mais do que a sensualidade, estão em alta, podendo trazer amores proibidos. Da mesma forma, os crimes passionais.
Por outro lado, e em virtude da mesmo sentimento instintivo, as artes também serão inspiradas, particularmente o teatro e a dança. E ainda, todas as linhas de pensamento místico e filosófico que privilegiem a busca do conhecimento ancestral e sagrado.
Há muito espaço para a medicina, a ciência e a tecnologia como um todo. 
Grandes "sacações" nesses campos.
No comércio e na indústria, avanço em virtude da circulação de riqueza e o 
desejo de obter uma vida mais confortável.
Entretanto, cuidado! As aparências enganam. Se você achar que nada estiver acontecendo, avalie bem antes de tirar as suas conclusões. No ano da Serpente, nem tudo é o que parece ser: atrás da aparente imobilidade, 
ela pode estar armando o seu bote fatal.

...............................................................

2. O Ano da Serpente para os 12 Signos
     www.fadamorgana.com.br 
...............................................................
Rato: 
Muito cuidado em todas as decisões que tiver que tomar, especialmente 
nos negócios. No todo, um ano bastante confuso, em que podem ocorrer 
perdas financeiras. O final do ano tende a ser melhor e mais tranqüilo.

Boi: 
O dinheiro lhe chegará facilmente às mãos. Tudo o que quiser estará ao 
seu alcance. Entretanto, conte com a possibilidade de se desentender com sócio ou cônjuge ou descobrir que uma pessoa de confiança o traiu.

Tigre: 
No geral, um ano tranqüilo, sem grandes percalços. O progresso material será gradual e constante, embora há necessidade de cuidados diante de 
negócios suspeitos. Seus maiores problemas virão do relacionamento 
com o sexo oposto.

Coelho: 
Possíveis viagens a negócios. Conte com progressos materiais, embora tenha de enfrentar várias dificuldades ao longo do ano. Pode mudar de residência ou de trabalho, com o objetivo de tornar a sua vida mais estável e segura. Haverá pouco tempo para a família.

Dragão: 
Os esforços nos negócios trarão os resultados esperados, embora os seus planos ainda se desenvolvam ao superar alguns obstáculos e oposições. Em virtude disso, pode colocar a vida sentimental em segundo plano, acarretando alguns problemas.

Serpente: 
Evitar as mudanças repentinas. Mas de todo, um ano bom e progressista. 
Permaneça longe de encrencas sendo mais tolerante e paciente com os demais. Mesmo assim, os negócios podem sofrer revezes. Procure preservar o que conquistou.

Cavalo: 
Um ano complicada que exigirá de você um maior dispêndio de energia. 
As dificuldades virão através de amigos ou sócios, que serão responsáveis 
por obstáculos e atrasos. O apoio sempre virá de sua família e de seus 
próprios esforços.

Carneiro: 
Ganhará poder, posição, destaque e fama. Será ajudado por pessoas 
influentes, que não precisam ser conhecidas por você. Também, viagens 
a negócios. Os obstáculos poderão atrasá-lo um pouco, mas serão 
superados até o final do ano.

Macaco: 
Um ano moderado, embora receba ajuda de amigos e superiores. 
Embora aconteçam alguns conflitos no lar, terá bons momentos entre os seus. Evite as polêmicas e argumentações, contendo a sua língua.

Galo: 
Terá sorte para manter a sua posição, embora não exista previsão de grandes ganhos financeiros. Deverá evitar as viagens desnecessárias e permanecer junto de sua família. Normalmente, acaba recuperando as perdas do ano anterior.

Cão: 
Embora tenha de trabalhar muito, terá um ano excelente, obtendo o 
reconhecimento por seus esforços. Será feliz em seus investimentos e 
obterá o apoio das pessoas certas. Saboreie mais a vida familiar, 
encarando o ano com calma. Será beneficiado por bons conselhos.

++++++++++++++++++++++++++++++++++
 

............................................................................

 J - Entrevista de Carlos Leite Ribeiro
      Entrevistada: Márcia Frazão

............................................................................
 

----- Original Message ----- 
From: Carlos Leite Ribeiro 
Subject: Entrevista a MÁRCIA FRAZÃO cumprimentos carlos leite ribeiro


QUEM SOU E ONDE MORO

Mais uma vez e por motivos profissionais, tivemos que nos deslocar à zona 
serrana do Rio De Janeiro. Estivemos quase para combinar a entrevista com a MÁRCIA FRAZÃO mfrazao@netflash.com.br  para o teleférico, localizado 
na Praça do Suspiro que fica no centro da cidade, e é o único no Estado do Rio, em fase de expansão, construindo a segunda fase, que o tornará o maior do Brasil, com 1.450 metros de extensão. Lá em cima, além de um belíssimo panorama, podemos lá encontrar um bar, Museu da Fauna e loja de artesanato. Mas como não tínhamos grande confiança com a entrevistada, e como os veículos só têm dois lugares e por vezes o vento frio que lá se sente não é muito agradável, além de não quer exaustar a entrevistada, a entrevista foi combinada 
para a Casa do Fondue.

Desta vez fomos um dia antes da data marcada, pois, além de querermos dar um grande abraço ao nosso amigo Sérgio Robert Borges de Souza, que mora em Bom Jardim, também queríamos visitar algumas das belezas da região, como: Parque de São Clemente, Cachoeira Véu das Noivas, Pedra do Imperador (do alto do qual se avista os bairros de Olaria e Cônego, 
Cascatinha, Mury, etc), Pico da Caledônia, e sobretudo andar cerca de uma hora a pé, por trilhas e picadas íngremes que tem seu início por detrás do 
Colégio Anchieta, e ir ao Alto da Cruz, a 700 metros acima de Nova Friburgo , onde se avista uma bela panorâmica de toda a cidade. É um passeio só para atletas como nós. Ir ao Bom Vivant beber bom vinho. Provar seus doces, biscoitos amanteigados, licores, frutas em compota, etc. E passar uma repousante noite no Sítio Serra.
No outro dia logo pela manhã, no local e hora marcada lá estávamos nós de bloco e de gravador portátil para dar início à entrevista com 
a MÁRCIA FRAZÃO.

- Então qual é a data do seu nascimento ...?: - "Olha Carlos, sou Virgem 
(de signo) pois nasci 10 de Setembro de 1951 (... é pessoa ordenada com 
todas as suas coisas, e também como o amor ...).". 
- Quando você era criança ...?: - "Era estranha. Muito estranha". 
- E hoje como se auto-define ...?: - "Uma pessoa comum". 
- Sua melhor qualidade ...?: - "Ser comum". 
- Seu maior defeito ...?: - "Não levar a sério as minhas intuições e 
estar sempre entrando em roubadas". 
- Qual a característica que mais aprecia em si ...?: - "Ser comum". 
- E nos outros ...?: - "Serem comuns".
 - Quais seus passatempos preferidos ...?: - "Não gosto dessa 
expressão "passatempo". A gente não passa o tempo. A gente vive 
o tempo. Portanto, vivo meu tempo honrando-o a cada minuto com o 
trabalho das mãos, da mente e do coração".
 - Qual foi o maior desafio que aceitou até hoje ...?: - "Viver com 
dignidade e integridade, sem enganar ou subjugar ninguém". 
- De que mais se orgulha ...?: - "Das minhas plantas, do rocambole com 
baba-de-moça, que fiz ontem, do meu filho, dos meus cachorros 
(vivos e mortos), do meu namorado, dos meus ancestrais e desse mundão 
bonito que o homem cisma em não prestar atenção". 
- Uma imagem do passado que não quer esquecer no futuro ...?: 
- "A das minhas avós". 

Fizemos uma pausa para saborear a vodca com laranja, que servia como 
aperitivo para o almoço que ia demorar ainda algum tempo. 
Aproveitámos para dar uma esticada nas pernas (já estávamos sentados a 
algum tempo), fumar um cigarro, e outras preparações para depois 
continuar a entrevista. O dia estava bonito mas com um ventinho pró frio, 
diferente do que estamos habituados cá em baixo na cidade do Rio, 
junto ao Atlântico. Mas mesmo assim, frio diferente do europeu. 
Minutos depois recomeçámos.

Márcia Frazão, quais seus autores e livros preferidos ...?: 
- "Os autores são, entre outros: Virginia Woolf, Sastre, Henry Miller, 
Updike, Euripides, etc". 
- E no que diz respeito à música ...?: - "Blues, folk blues, jazz, e 
música poppular (folclorica e regional) brasileira".
 - E o filme comercial que mais gostou ...?: - ""Thelma e Louise". 
- Que género de filme daria sua vida ... ?: - "Olha Carlos, não 
daria nenhum filme". 
- O arrependimento mata ...?: - "Se você leva a vida equilibrada com 
o que você sente, pensa e vive, o arrependimento não existe". 
- "Como vai a Márcia de amores ...?: - "Tenho um namorado firme há 
vinte e quatro anos". 
- Quais as personagens que mais admira ...?: - "Raoni, Touro Sentado, 
Gerónimo, Chico Mendes, Joana D' Arc, Papisa, Joana, Safo, 
Chefe Seatle, Malcom X, Angela Davies, Burroughs, Jack Kerouac, 
e muitos outros". 
- Para você o dia começa bem se ... ?. - "Se acordar viva".
 - Que influência tem em si a queda da folha e a chegada do frio ...?: 
- "Essas respirações da natureza são o que me fazem viva". 
- O que é para você o termo Esoterismo ... ?: - "Mais um entre tantos termos". 
- Acredita na reencarnação ... ?: - " Acredito que carrego a memória afetiva 
dos meus ancestrais". 
- "Acredita em Fantasmas ...?: - "Sim". 
- O Imaginário será um sonho da realidades ...?: - "Não coloco limites entre eles". 
- Acredita em histórias fantásticas ...?: - "Adoro-as!". 
- Deus existe ...?: - "A questão, para mim, não é saber se existe ou não. 
A minha Grande questão é se vamos continuar existindo com todo esse trabalho 
sujo que temos feito. Será que daqui a quinhentos anos não se estará perguntando, 
num ponto qualquer do universo: A Terra existe ...?".

Saímos do restaurante e a caminho do parque de estacionamento auto, terminámos 
esta entrevista e mais uma visita à zona serrana do estado que tem a 
Cidade Maravilhosa: São Sebastião do Rio de Janeiro.
Márcia Frazão, a cultura será uma botija de oxigénio ... ?: 
- "Se a gente pensar que o homem civilizado é asmático, ela é. Mas se a gente 
assumir que somos parte de tudo que nos cerca, ela passa a ser só mais um item. 
O oxigénio para o homem é saber-se parte da alma do mundo". 
- Que livro anda a ler ...?: - "Estou relendo pela terceira vez "O Sabá das Feiticeiras" 
de John Updike, edição Rocco. É uma das visões mais realistas do que vem 
a ser uma bruxa".
 - Sua obra Literária ... ?: - "Compõe-se de sete livros: "A Cozinha da Bruxa"
 - "Revelações de Uma Bruxa" - "O Manual Mágico do Amor" - 
"Oráculo dos Astros" - "O Gozo das feiticeiras" - 
"O Feitiço da Lua (o que mais gosto) - "A Panela de Afrodite". 
Todos editados pela Bertrand / Brasil.

Assim falámos de MÁRCIA FRAZÃO
mfrazao@netflash.com.br  «» http://bruxa.virtualave.net
Escritora e tradutora que mora em Nova Friburgo, RJ
CARLOS LEITE RIBEIRO «» Marinha Grande «» PORTUGAL 
leiteribeiro@mail.telepac.pt 
http://www.riototal.com.br/leiteribeiro/  «» http://www.terravista.pt/baiagatas/2172 
I C Q 41921028 «» Telefone 244 503 323

............................................................................

 .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.
 C O M P R A S
 .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

 1. RedesTV
     Hospede seu domínio com a gente!.
     Consulte nossos preços.
     http://www.redestv.com

 2. Leitura de TAROT ao Vivo com a BruXa (CHAT)
     is@bruxa.com
 
 


O   B O L E T I M :   A   R E V I S T A    D A   B R U X A

 é uma publicação gratuita sobre Wicca, Fairy Wicca, 
 Paganismo, BruXaria e demais religiões que explicam 
 sobre o que é MAGIA.

Nossos colaboradores são Membros da Lista do MI 
 ( Comunidade Virtual do Imaginário:MundoImaginario
 - http://groups.yahoo.com/group/mundoimaginario )
 e essa colaboração é sem ânimo de lucro. 

 O Boletim: A REVISTA DA BRUXA, sua editora e 
 coordenadora Isabel Aguirre, não subscreve nem é 
 responsável das opiniões ou informações publicadas
 pelos seus colaboradores neste Boletim, nem do uso 
 que os seus leitores possam fazer das matérias nele contidas,
 assim como das conseqüências que possam 
 derivar desse uso indevido.

 (c) 2000 - 20001 O BOLETIM: A REVISTA DA BRUXA
 .......................................................................
 

 ATENÇÃO:  Para ENTRAR ou SAIR
 do Boletim: A Revista da BruXa
 entre aqui:  http://revista.bruxa.com/boletim_bruxa.

Imaginário
PLANTAS MÁGICAS: 
A CANELA
OS MUNDOS PARALELOS DOS SERES MÁGICOS
OS LINKS DO FOGO MÁGICO: O TEMPLO DA DEUSA

 

Seres Mágicos
(site)
O CALDEIRÃO DA NANA: O LIVRO DAS SOMBRAS
Cursos do MI
SIMBOLOGIA
PEDRAS E CRISTAIS
LINKS DO FOGO MÁGICO: O ANO DA SERPENTE
LEIA TAROT AO VIVO COM A BRUXA
 (site seguro - pulse novamente para entrar)
Gnomos da sorte
Cestas de presente
Fairy Wicca
(site)

 

RITUAL DE AUTO-INICIAÇÃO
PLANTAS MÁGICAS
REDESTV
SUMÁRIO
TAROT: 
O LOUCO
SeresMágicos
(curso de Fadas)
Aguarde a página descarregar
INSTRUMENTOS DE BRUXAS
SIMBOLOGIA: 
A ROSA
COMPRAS
ROTINAS DE BRUXAS
ENTRAR ou SAIR do BOLETIM: A REVISTA DA BRUXA
O CALDEIRÃO DA NANA: O LIVRO DAS SOMBRAS
A COZINHA
DA
BRUXA
MITOS, CONTOS E LENDAS: 
VILA VELHA
ENTREVISTA COM MÁRCIA FRAZÃO POR CARLOS LEITE RIBEIRO
LEIA TAROT AO VIVO COM A BRUXA
 (site seguro - pulse novamente para entrar)
RECEBA GRATIS O BOLETIM: A REVISTA DA BRUXA

PARA ENTRAR ou SAIR da Lista do BOLETIM: A REVISTA DA BRUXA

PLANTAS MÁGICAS: 
A CANELA
PEDRAS E CRISTAIS: AS JÓIAS
A COZINHA
DA
BRUXA
OS MUNDOS PARALELOS DOS SERES MÁGICOS
ARTIGOS
EDITORIAL
O Boletim: A REVISTA DA BRUXA AGUARDE O PRÓXIMO BOLETIM
©1996 - 2000 MundoImaginario-RedesTV     Todos os Direitos Reservado